28 de mai de 2009

Shopping Praça da Moça abre as portas ao público amanhã

A um dia da inauguração do Shopping Praça da Moça, em Diadema, os cerca de 800 operários trabalhavam em ritmo frenético para dar os retoques finais na obra. Movendo-se de um lado para o outro, os trabalhadores faziam o polimento do piso, subiam e desciam em andaimes, pulavam cabos, pintavam corrimãos, varriam os espaços e carregavam ferramentas, enquanto os lojistas faziam a transferência acelerada de mercadorias para os estabelecimentos. As portas do empreendimento abrirão para o público amanhã. Alheia aos últimos preparativos, a população aguarda ansiosa a abertura. “Acho que vai ser bem legal ter um shopping perto da gente, porque como trabalho de domingo a domingo, antes quase não podia frequentar um lugar desse por falta de tempo. Agora terei a opção de ir até mesmo ao sair do serviço”, comentou a garçonete Fabiana Santos.


O bancário Carlos Henrique não vê a hora de conhecer as novidades e promoções. “Pretendo ir lá no sábado mesmo, assim que abrir. É bem pertinho de casa e isso facilita bastante”, disse. Para o fresador Fábio Elias da Silva, a geração de emprego foi a maior conquista da cidade. “É bom ter onde gastar, mas se não houver emprego, também não tem dinheiro. Um ponto muito positivo da inauguração foi dar oportunidade de emprego para muita gente”, observou.


Na construção do shopping foram investidos cerca de R$ 150 milhões. O empreendimento conta com 150 lojas, sendo que 130 foram comercializadas. De acordo com a coordenação do projeto, a expectativa é que 70 a 80 estejam em funcionamento no dia da inauguração. As outras 20 serão inauguradas em junho e o restante até o Natal. A previsão de faturamento anual é de R$ 300 milhões. Serão gerac
dos 2,5 mil empregos.


Antes mesmo de inaugurar, o projeto já possui plano de ampliação. A ideia é estender a área de 105 mil para 125 metros quadrados. O plano está dividido em duas fases, sendo que a primeira pode ocorrer em três a cinco anos e a segunda não deve ser implementada antes de 15 anos.

Michele Coutinho - DIÁRIO REGIONAL

Nenhum comentário: