14 de mai de 2009

Diadema inicia projeto de revitalização do comércio

A Prefeitura de Diadema, em parceria com comerciantes do Bairro Eldorado, iniciam projeto piloto de revitalização do comércio para receber a ampliação da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), que passará a ter capacidade para 6.000 alunos - atualmente 600 estudantes utilizam o campus.

A ideia é desenvolver a área economicamente. "Há tempos propusemos à prefeitura da cidade algumas ações que melhorem a estrutura do bairro como um todo. Queremos que os moradores da região sul de Diadema utilizem os serviços que o bairro oferece e não precise migrar para o Centro ou outros municípios", explicou Jadir da Silva Riato, um dos comerciantes do bairro Eldorado.

Ontem, secretários da prefeitura (da habitação, obras, transporte, desenvolvimento econômico e meio ambiente) se reuniram com a comunidade para mapear as necessidades do local e como as ações serão feitas. "É nosso terceiro encontro. Vamos promover um fórum permanente no bairro. Queremos estimular as vendas e melhorar a infraestrutura", comentou Rogério Menezes de Mello, secretário do Meio Ambiente de Diadema.

Riato, dono de açougue no bairro há 20 anos, destacou a importância da Universidade para o bairro. "Com a expansão da Unifesp, os alunos estarão circulando diariamente no bairro e poderão consumir produtos daqui, até mesmo pela comodidade, mas para isso é preciso oferecer mais estrutura e qualidade. A melhoria feita será para nosso benefício, e também, para àqueles que vem todos os dias para o Eldorado", acrescentou o comerciante.

As reuniões com a prefeitura serão realizadas mensalmente e contarão sempre com a presença dos comerciantes locais.

AÇÕES - Entre as medidas solicitadas pelos mais de 200 comerciantes da região está a abertura de uma lotérica no bairro, aumento da frota de ônibus - para facilitar o acesso ao local -, e a presença de uma loja âncora, de forte impacto.

O bairro Eldorado já conta com uma agência do Bradesco. "Foi uma grande conquista, pois já facilitamos a vida de quem necessita de serviços bancários. Acoplar serviços ao comércio faz com que as pessoas encontrem tudo aqui e desenvolvam o bairro", abreviou Jadir da Silva Riato.

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

Nenhum comentário: