15 de dez de 2018

Nota do Ideb, prêmios e novos projetos são destaques da educação de Diadema

EMEE Olga Benário Prestes, de Educação Especial, alcançou a meta estipulada para 2019. Foto: Adriana Horvath/PMD

Diadema vem adotando políticas públicas que têm aprimorado cada vez mais o atendimento oferecido aos estudantes, como ações de ampliação das oportunidades educativas, o projeto Garatéa e Olimpíadas de Matemática, formação de professores e o Programa Cidade na Escola, além da inauguração de duas novas creches. Antecipar a nota do Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (IDEB) projetada para 2019 foi uma das conquistas para o município neste ano.
A EMEB Anita Catarina Malfatti atingiu nota 7,1 e superou a meta estimada para 2021. Esta é a segunda vez que a escola ultrapassa a meta: em 2015, atingiu a nota 6,7. A EMEE Olga Benário Prestes, de Educação Especial, também superou a meta e alcançou a estipulada para 2019, saltando de 6,3 para 7,1. A média da rede de escolas municipais de Diadema é de 6,5 no IDEB referente ao ano de 2017. Com o resultado, o município supera a projeção inicial de 6,3 e chega ao projetado para 2019.
“Esta nota é resultado do trabalho desenvolvido pela nos­sa rede. Diadema conta com equipe qualificada, que se dedica diariamente em oferecer educação de qualidade aos nossos alunos. Cada escola conta com um coordenador pedagógico, estratégia que conseguimos implementar visando à melhoria do ensino e dos nossos índices. Reconhe­ço o empenho e a capacitação de todos profissionais da educação, que estão cada dia mais comprometidos com nossos alunos”, afirmou o prefeito Lauro Michels (PV).
Além disso, em 2018, integrando o Programa Cidade na Escola, o Instituto Cultural e Educacional Matéria Rima ficou entre os dez melhores projetos do Brasil na 13ª edição do Prêmio Itaú-Unicef, que apóia e valoriza iniciativas que ofe­recem ao público infanto-juvenil ações educativas, culturais e de proteção social.
Dos mais de 3.500 projetos inscritos, que trabalham pela garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens em todo o país, o de Diadema foi um dos dez finalistas na cate­goria 2 (Parceria em Ação), com o Matéria Rima e a EM Deputado Freitas Nobre. Em 2015, o Programa Cidade na Escola, em parceria com o Matéria Rima, também conquistou o Prêmio Itaú-Unicef, cate­goria pequeno porte como experiência bem sucedida em Educação Integral.
“Isso demonstra que estamos no caminho certo. Acreditamos que atividades diferenciadas possibilitam a ampliação de oportunidade educativa aos nossos alunos e impacta de maneira positiva na qualidade da educação em nosso município”, ressaltou o secretário de Educação, Cacá Vianna. Este ano, o Programa Cidade na Escola atendeu 1950 alunos, matriculados em 18 Escolas Municipais de Ensino Fundamental.

n CRECHE

Outra conquista foi o “Prêmio Professores do Brasil”, devi­do ao trabalho da professora Lucimar Izabel Faria, da EMEB Albino Freitas, vencedora da etapa estadual na categoria Creche com a prática “Estética Musical na Primeira Infância”.
O Prêmio é uma iniciativa do Ministério da Educação juntamente com instituições parceiras e tem como finalidade reconhecer o trabalho dos professores das redes públicas que contribuem de forma relevante para a qualidade da Educação Básica no Brasil.
Na edição deste ano da Olimpíada Internacional Ma­temática Sem Fronteiras, rea­lizada em fase única em 20 de abril, os alunos de Diadema trouxeram 11 medalhas, entre ouro, prata e bronze.
Um projeto que animou os alunos de sete escolas foi o Garatéa. Ao longo de nove semanas foram desenvolvidos projetos para irem ao espaço em um foguete da SpaceX com os astronautas da Nasa na Missão Garatéa.
Dos 61 projetos inscritos, o município ficou em 8º lugar com a EMEB Cora Coralina, com os alunos da Educação de Jovens e Adultos, e recebeu menção honrosa pela inscrição de 22 alunos surdos da EMEE Olga Benário.
Além disso, a prefeitura inau­gurou duas creches. Ao todo, são 360 novas vagas para crianças de zero a 3 anos em período integral.
fonte: Diário Regional

Nenhum comentário: