23 de ago de 2010

Pesquisa do CAGED aponta Diadema entre os municípios que mais gerou empregos no último mês

A cidade de Diadema, situada na Região Metropolitana de São Paulo, consta na pesquisa do Ministério do Trabalho e Emprego como um dos municípios brasileiros que mais gerou emprego com carteira assinada no último mês.

O estudo, que é realizado pelo Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, identifica os municípios brasileiros que mais criaram ou perderam postos de trabalho. Diadema aparece entre as 50 cidades brasileiras que mais contrataram.
De acordo com os dados coletados pelos técnicos do Caged, e divulgado na quinta-feira, dia 19, em julho a cidade teve um saldo positivo de criação de empregos de 959 novos postos.

Este índice a coloca no 35º lugar do estudo, sendo que deste total 18 colocações são destinadas a capitais.  No ranking, identificado pelo Ministério, o número total de empregos criados em todo o país naquele mês atinge a marca de 181.796 novos postos com carteira assinada.

Ainda com referência aos números registrados pelo Ministério, Diadema tem acumulado no ano um saldo positivo de 5.138 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, este valor também é positivo, atingindo 7.506 contratações. Os números do país também são otimistas. No acumulado no ano o salto positivo é de 1.655.116 novos empregos. Já nos últimos doze meses este índice atinge 2.212.318 novos postos de trabalho.

Dados do Ministério do Trabalho e Emprego e do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística colocam o município como a 14ª economia do Estado de São Paulo e 40ª colocada no país. Em 2006, fechou o ano como a 36ª economia industrial. Com um PIB – Produto Interno Bruto estimado em R$ 9,6 milhões, Diadema possui 1.864 estabelecimentos industriais, 6.519 comerciais e 12.351 estabelecimentos de prestação de serviço.

A administração municipal, por meio de sua Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, tem buscado criar políticas públicas que fomentem o crescimento econômico e social do município. São realizados programas, como o PDS – Plano de Desenvolvimento Setorial, que buscam dialogar com os setores produtivos da cidade para achar solução para os problemas e que sirvam como sinergia entre os atores econômicos da cidade.

O trabalhador, por sua vez, também é prioridade nas políticas públicas, seja na perspectiva da formação e qualificação profissional, seja pela condição de facilitar o acesso ao empresariado regional, em virtude do trabalho realizado no CPETR – Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda. Apenas no ano de 2009, em virtude da ação da CPETR, foram recolocados no mercado de trabalho 2.955 profissionais.

fonte: .Assessoria de Imprensa - P.M.D.

Nenhum comentário: