2 de mar de 2010

Diadema investe R$ 42 mi em obras de recuperação

Leonardo Britos
Agência BOM DIA

A Prefeitura de Diadema vai fazer um investimento de R$ 42 milhões para recuperação de três áreas na região do Eldorado. O projeto PAC Mananciais é uma parceria entre o governo federal e o município que prevê a recuperação de 100 mil m² de área ambiental, além da reurbanização dos núcleos Sítio Joaninha, Caviúna e rua Iguassu.

O projeto atenderá um total de 2.473 famílias tem previsão para a construir 402 novos imóveis, além da recuperação de 339 moradias, por meio do programa Tá Bonito. Junto com as obras habitacionais será realizado um projeto para levar infraestrutura básica para as áreas, com a implantação de rede coletora de esgoto, retirada de efluentes para coletor tronco da Saned (Companhia de Saneamento de Diadema) e obras de contenções das áreas de risco.

As obras para o núcleo Caviúna já foram aprovadas e com previsão de início ainda no 1º semestre deste ano. A rua Iguassu aguarda liberação da licença ambiental. E a licitação para as obras no Sítio Joaninha sairá também no 1º semestre de 2010.

Para o secretário de Habitação, Márcio Luiz Vale, o projeto visa elevar o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da cidade, já que as áreas contempladas são as mais carentes da cidade, além da recuperação ambiental na área de mananciais.

Convênio com a Caixa cria mais moradias

Moradores de Diadema terão outros projetos habitacionais com recursos da CEF
Com recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social, a Prefeitura de Diadema irá realizar obras habitacionais e de urbanização em mais 10 áreas da cidade.

O convenio foi assinado no começo do ano com a CEF (Caixa Econômica Federal) e conta com um investimento de R$ 36,2 milhões (R$ 26,8 milhões da União e R$ 9,4 milhões de contrapartida municipal).

Os núcleos habitacionais contemplados serão Santa Elisabete, Pau do Café, Beira Rio, Pablo Neruda, Inverno Verão, Conceição, Jupiter, Yamberê, Antônio Palombo e Novo Habitat.

Serão atendidas 1.152 famílias com a construção de 511 novas moradias, além das obras de urbanização dos núcleos. O projeto tem prazo para realização até 2012.

A cidade também conta com o projeto do governo federal Minha Casa, Minha Vida que prevê a construção de 1808 novas unidades habitacionais no valor de R$ 92,5 milhões.

Nenhum comentário: