11 de nov de 2009

Diadema receberá R$ 27 milhões para setor de habitação

O prefeito de Diadema, Mário Reali, esteve ontem em Brasília, para assinatura do protocolo de cooperação no âmbito do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS). A partir do convênio, a cidade receberá o repasse de R$ 27 milhões do Ministério das Cidades para investir em projetos de urbanização e obras de infraestrutura de núcleos habitacionais em 2010 e 2011.

Além do recurso federal, Diadema destinará contrapartida de R$ 6,7 milhões, totalizando investimento de R$ 33,7 milhões na área habitacional. O aporte beneficiará dez núcleos habitacionais com obras de infraestrutura, provisão habitacional e projetos de requalificação habitacional.

A verba contemplará os núcleos Beira Rio, Pablo Neruda, Inverno Verão; os conjuntos habitacionais Júpiter, Yamberê e Nossa Senhora das Graças, além de outros locais de baixa renda. A previsão é que os recursos sejam disponibilizados no primeiro semestre de 2010.

O FHNIS integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e foi criado em junho de 2005, mas só entrou em operação em 2006. A partir do repasse, as intervenções têm prazo de 24 meses para conclusão. Durante esse período, a verba é depositada à medida em que as construções são executadas.

O fundo tem o objetivo de viabilizar habitação digna para as populações de baixa renda, para isso, recebe recursos do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Social (FAS), dotações orçamentárias e doações de pessoas físicas e de organismos internacionais.

fonte: Claudia Mayara - DIÁRIO REGIONAL

Um comentário:

Anônimo disse...

A prefeitura deveria ajudar a instalar condomínios nos conj. habitacionais da cidade, pq os moradores desses locais ñ conseguem se organizar sozinhos! - Luiz