15 de mai de 2009

Magic Paula inaugura mais um núcleo de seu projeto social


Idealizado pela ex- jogadora de basquete Magic Paula, o Instituto Passe de Mágica inaugurou mais um núcleo em Diadema para crianças da região na tarde desta sexta-feira. O evento contou com as presenças do prefeito Mário Reali, o secretário de Esporte e Lazer Rubens Xavier Martins e representantes da empresa parceira Farnell Newark, além da ex-atleta.

O núcleo, que vai atender a 120 crianças entre 7 e 15 anos, fica no ginásio Poliesportivo Rômulo Arantes, cedido pela prefeitura e localizado na avenida Casa Grande, no Jardim Portinari. Ao todo são seis escolas, com 720 crianças. Em Diadema, ainda há outra com mais 100 jovens que funciona dentro do Senai, no Jardim Canhema.

"A gente está apenas começando. Não quero que seja mais um projeto. É necessário agregar valores para que a criançada brinque, mas também seja disciplinada e aprenda a viver em comunidade", explicou a ex-jogadora.
No evento de hoje aconteceu a assinatura simbólica da parceria entre a Prefeitura e o instituto, já que o projeto começou há um mês. Até agora, 40 jovens se inscreveram, um número considerado baixo por Paula.

"O computador tira a vantagem da criança de ter uma hora de atividade física. O sedentarismo está muito grande", criticou. Apesar disso, a ex-atleta confia que a situação vai mudar. "No Senai também começou assim, mas agora temos crianças querendo entrar. A ideia é que um fale para o outro e que possamos atender mais jovens."

Para o prefeito Reali, a participação da ex-jogadora no projeto vai ajudar a atrair mais jovens. "Trazer a Paula é um adicional, pois a garotada tem referencial. Ela foi um ídolo, uma craque do basquete, que traz uma perspectiva tanto no esporte e lazer quanto de qualificar o atleta", destacou.

Confiante no sucesso da escola, o secretário de Esporte e Lazer já pensa em uma terceira unidade em Diadema. "Estamos trabalhando essa possibilidade, mas a Paula busca outras empresas para serem parceiros para conseguirmos abrir outra unidade", declarou Martins.

Paula também revelou que sempre gostou de atuar na área social e alfinetou quem apenas "quer ganhar dinheiro". "[Eu comecei] primeiro por perceber que tem pouca gente fazendo isso [ajudando os jovens]. É muito mais fácil você ser gerente de um grande time, ganhar muito bem e ter uma equipe só para administrar. Isso não é meu caso. Sou feliz no que estou fazendo. A ideia é construir pessoas."

Thiago Silva
Do Diário OnLine

Nenhum comentário: