7 de out de 2008

Cine Eldorado


Cine Eldorado: cultura e lazer ao alcance de todos em Diadema

Claudia Mayara
Bilhete na mão, uma sala em penumbra, o silêncio envolve o ambiente quebrado apenas pelo leve e ansioso ‘creck, creck’ da pipoca. De repente, sem nenhum aviso, o lugar escurece ainda mais e a tela grande e branca, a qual todos olham, cria vida, revelando cores e sons no cinema.

Aventuras, romances, comédias, suspenses, animações e documentários fazem parte deste mundo mágico. Mundo esse, até então considerado elitista devido aos preços altos e locais requintados nos quais está instalado. Diadema, desde junho, está mudando esta história.

O Cine Eldorado, primeiro cinema municipal totalmente gratuito e acessível à comunidade, realizou em quatro meses de funcionamento quase 200 sessões e recebeu mais de 14 mil expectadores. “O lugar é muito bom e passa filmes que eu gosto. Antes eu ia ao cinema, uma vez por mês. Agora, vou todos os finais de semana”, comenta David Lopes da Silva, 12 anos.

Já para a moradora Sueli Souza Silva, 30 anos, o cinema trouxe mais opções de cultura e entretenimento para a população, principalmente para o público infantil. “O Cine Eldorado tirou as crianças das ruas. O local acabou aproximando as crianças da arte, da cultura. Eu venho sempre que posso, pois é próximo de casa e ainda por cima é grátis! É muito bom ter algo para a gente se divertir”, comemora.

A sala de cinema tem 132 lugares, ar condicionado, projeção digital profissional, tela para filmes em película de 35 milímetros, equipamentos importados de última geração, isolamento acústico e um sofisticado sistema de som Dolby digital. Os equipamentos do Cine Eldorado são semelhantes aos da Sala BNDES, da Cinemateca Brasileira.

Além disso, o cinema de Diadema tem 5% de seu espaço reservado para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. O Cine Eldorado funciona de terça a sexta-feira, com duas apresentações por dia (tarde e noite). No final de semana são mais seis sessões, à tarde e à noite.

Os interessados em assistir os vídeos que exibidos no local podem retirar os ingressos na bilheteria do cinema, com uma hora de antecedência ao início de cada sessão. Para concepção da sala, a Prefeitura contou com a consultoria da Cinemateca Brasileira, do Ministério da Cultura. “Demos todo o suporte técnico para que tudo fosse realizado em excelência: projeção e som de qualidade, poltronas nas posições e distância adequada, iluminação apropriada... Tudo de acordo com as normas estabelecidas para uma sala de cinema.

Quando alguém cria uma obra, ele cria condições para que as pessoas possam ver da melhor forma possível. No caso dos cineastas não é diferente. E Diadema está de parabéns por ter se preocupado em segui-las”, explica o diretor da Cinemateca, Carlos Wendel Magalhães. É a primeira vez que a Cinemateca realiza uma parceria desta dimensão com um município e deixa à disposição o grande acervo de filmes para exibições no local.

O treinamento dos funcionários que operaram os equipamentos de projeção da sala de cinema também coube à Cinemateca. “É ótimo o que Diadema está fazendo e merece ser seguido por outras cidades, pois, o cinema é uma forma de expressão complexa, rica, serve para o lazer, para namorar, conversar, discutir, conhecer outras realidades nacionais e internacionais, ajuda na reflexão, informação e no divertimento do cidadão”, explica Magalhães.

A comunidade também é grande responsável pelo sucesso do Cine Eldorado, pois cerca de 40% dos filmes do cinema são sugestões da própria população. Os vídeos são de circuito comercial de vários gêneros, como Hollywood, Disney, Cinema Paulista, Suspense, Cine Arte, Oscar, entre outros. Além disso, o lugar é o único da região do ABCD que cede espaço para que os alunos das oficinas culturais da cidade mostrem suas produções.

Este espaço incentivará ainda mais a produção de curtas, de documentários e aumentará o número de profissionais na cidade. Será uma oportunidade e um incentivo para quem está começando e, conseqüentemente, atrairá mais pessoas para as oficinas de vídeo”, comenta o aluno da oficina de audiovisual do Centro Cultural Serraria, Evandro de Souza, 24 anos.

A Prefeitura investiu R$ 1 milhão no novo Centro Cultural Eldorado que tem mil metros de área construída. Além do cinema, o prédio possui biblioteca, palco multiuso, salas para oficinas culturais, entre elas, artes plásticas, balé, teatro, grafite e violão, espaço para palestras, setor administrativo e cinco banheiros, sendo um adaptado para pessoas com deficiência.

O complexo cultural fica na Avenida Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55, no centro do bairro, próximo ao Terminal Eldorado, onde antes funcionava o sacolão municipal.Escolas, entidades, igrejas, entre outros grupos culturais, podem reservar espaço para uma sessão particular no Cine Eldorado. Todas às quintas e sextas-feiras, das 9h às 12h, o horário fica disponível para as reservas da população, que devem ser feitas antecipadamente.

História - Diadema já teve dois cinemas. O primeiro foi construído por alemães na década de 40, também na região de Eldorado, onde hoje funciona o Campus Unifesp. O outro foi construído na década de 80 e era localizado na rua Antonio Piranga, no centro.

Cinema hoje você pode ter em qualquer lugar, mas de graça e com produções realizadas pelo próprio município, isso só Diadema proporciona! Acho muito importante Diadema ter um cinema hoje. Antes já tivemos, mas era pago e não tinha muita qualidade. Hoje será algo do povo, de graça e com muito mais diversidade”, comenta Luís Chierotto, 59 anos, aluno da oficina de vídeo do Centro Cultural Serraria.

Serviço: Cine Eldorado - Av. Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55, Eldorado

Um comentário:

Michel disse...

O Cine Eldorado foi uma excelente iniciativa da prefeitura, antigamente no lugar do cine eldorado e do centro cultural era um ex sacolão municipal desativado e o prédio estava totalmente abandonado e deteriorado, e era utilizado por moradores de rua e por usuários de drogas.
Hoje é prazeiroso ver o prédio totalmente novo e recuperado servindo para atividades de lazer e culturais e acima de tudo com inclusão e justiça social, e não com exclusão das pessoas. Parabens a população porque está sabendo usar e respeitar corretamente o espaço o sucesso que já esta acontecendo, só é o inícios de muitas vitórias que virão para o povo de Diadema e principalmente para a popula~ção bo bairro do Eldorado.