22 de nov de 2013

Diadema testará internet wi-fi nos ônibus municipais


Arquivo/DGABC
Até o fim do ano, Diadema deverá iniciar testes para implantação de sinal de internet wi-fi (sem fio) gratuito em uma linha de ônibus municipal. Nos mesmos veículos também serão instaladas televisões, serviço semelhante ao que é oferecido em alguns coletivos da Capital. A Prefeitura não terá gastos com o projeto.
Ainda não foi definido qual itinerário será escolhido para os testes. O secretário de Transportes da cidade, José Carlos Gonçalves, afirma, no entanto, que a primeira companhia a disponibilizar a tecnologia será a Benfica. “Tenho certeza que vai dar certo e, então, vamos expandir. Acredito que, depois, a outra empresa (Mobibrasil) também acompanhe.” Todo o investimento será feito pelas concessionárias, sem contrapartida municipal ou alteração no preço da tarifa, que hoje custa R$ 3.
Gonçalves acredita que, com a iniciativa, mais pessoas se interessem em utilizar o transporte público na cidade, diminuindo o número de veículos particulares nas ruas. “A ideia é justamente essa. Queremos dar mais conforto e dignidade ao usuário.” Ainda não há prazo para que o sistema esteja disponível em todos os 186 ônibus que operam os 24 itinerários municipais.
Além de Diadema, Ribeirão Pires iniciou em agosto o projeto piloto para transmissão de sinal gratuito de internet nos coletivos da Rigras. Nos veículos de tamanho convencional, o teste prevê a colocação de três aparelhos televisores, sendo dois de 19 e um de 22 polegadas. Nenhuma outra cidade da região oferece o serviço. A tecnologia é disponibilizada em algumas linhas intermunicipais.

TERMINAL ELDORADO

O secretário de Transportes de Diadema espera assinar ainda neste ano TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público para solucionar a situação do Terminal Eldorado. O equipamento, construído em 2001 em área de proteção de manancial, está completamente abandonado. A área tem problemas de licenciamento ambiental junto à Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental).
O projeto para o local, informa o titular da Pasta, é construir parque e transformar o terminal em ponto apenas para passagem dos ônibus, com duas plataformas cobertas. Com isso, as duas empresas terão de providenciar outro espaço para estacionamento dos veículos e descanso dos motoristas. 
fonte:  Fábio Munhoz  - Diário do Grande ABC


Nenhum comentário: