6 de jul de 2013

Michels garante reabertura do Hospital Infantil em Diadema

Depois de sinalizar que seria inviável a reabertura do Hospital Infantil, a Prefeitura de Diadema recuou e agora cogita devolver o equipamento à cidade. O prefeito Lauro Michels (PV) informou à reportagem do Diário Regional que a retomada do atendimento à população dependerá da demanda apresentada pelo secretário de Saúde, José Augusto da Silva Ramos
(PSDB), na elaboração do Plano Plurianual (PPA) para 2014-17. A reabertura da unidade foi uma das promessas de campanha de Michels no ano passado, mas ainda não há data fixada pelo governo para reabrir o equipamento.
“A população pode ficar tranquila, porque vou reabrir o Hospital Infantil. Porém, não será de qualquer jeito, como fez o antigo prefeito (Mário Reali, PT). O hospital vai ter  estrutura mais organizada e equipe preparada para atender os munícipes. A reabertura vai passar por um processo de estudo na montagem do PPA para 2014”, revelou o prefeito.
A afirmação do prefeito vem no momento de intensas reivindicações de vereadores da oposição pela reabertura do Hospital Infantil. No começo do ano, o petista Josa Queiroz organizou um abaixo-assinado na cidade e conseguiu mais de 10 mil adesões para que o equipamento voltasse a funcionar.
Dívida herdada
À época, como resposta ao apelo popular, o secretário de Saúde negou a reabertura e, como justificativa, alegou que a dívida de R$ 180 milhões herdada por Michels era o maior impedimento para o hospital voltar a funcionar. José Augusto informou ainda que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Paineiras serve de referência para a região norte da cidade, o que tornaria desnecessária a reabertura do hospital.
Na semana passada, entretanto, o titular da pasta encaminhou comunicado ao prefeito orientando para a reabertura da unidade mesmo não havendo evidências justificáveis.
fonte:  FERNANDO VALENSOELA - DIÁRIO REGIONAL

Nenhum comentário: