28 de jul de 2017

Diadema vai ganhar segundo shopping em 2018


Nove anos após a inauguração do Praça da Moça, Diadema vai ganhar novo shopping em 2018. O Grupo Bem Barato apresentou ontem (26) a empreendedores e autoridades locais projeto e obras de centro de compras localizado no bairro Serraria, na esquina da Avenida Afonso Monteiro da Cruz com a Estrada do Rufino.
O Shopping Diadema, co­mo será chamado o empreendimento, terá 14,2 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL) total, dos quais 5 mil m² serão ocupados por um atacarejo Bem Barato, ân­cora do empreendimento. Atualmente, a rede possui oito unidades, das quais seis estão situadas no ABC. O investimento não foi divulgado.
O centro de compras terá 93 operações, o que inclui 79 lojas (uma âncora, 68 satélites e dez médias), praça de alimentação com nove restaurantes, complexo de cinema com quatro salas, playkids (parque de diversão indoor), academia e clí­nica, além do atacarejo.
Com a construção iniciada há alguns meses em terreno que já pertencia ao Bem Barato, o shopping terá quatro pavimentos, sendo dois de lojas e dois de estacionamento, com mais de 700 vagas.
Segundo o gerente de mar­keting do shopping, Marcos Farias, as obras serão entregues em janeiro e, depois dessa fase, os empreendedores terão 90 dias para montar as lojas. Assim, o complexo de­ve ser inaugurado no segundo trimestre de 2018.
Farias explicou que a localização do novo centro de compras está em sintonia com o público alvo do Bem Barato, voltado às classes B e C. Análise da influência do empreendimento revelou que, em um raio de dez minutos, há população de 392 mil habitantes, das quais 65,7% integram as classes B2 e C. Ainda segundo o estudo, o potencial de consumo desse contingente é estimado em R$ 258 milhões.
“A ideia inicial era construir apenas um supermercado. Porém, durante a fase de estudos de viabilidade, descobrimos que havia potencial no bairro para um shopping. Normalmente, quando quer ir a um centro de compras, a população da periferia é obrigada a se deslocar para o Centro. Ao trazer o empreendimento para o bairro, invertemos esse processo”, disse.
Farias reconheceu que os shoppings mais novos da região sofrem com elevada vacância, devido ao receio dos empresários de investir em uma época de crise. Porém, entende que nenhum deles tem um atacarejo como âncora, o que aumenta o poder de atração do empreendimento.
“O atacarejo será um ótimo gatilho para os lo­jistas”, afirmou o gerente de marketing. Além disso, o mix de lojas será cuidadosamente escolhido, de forma a atender a população residente nos arredores do centro de compras e com bastante espaço para prestação de serviço, como reza a cartilha dos shoppings de vizinhança.
Sem revelar números, Fa­rias afirmou que o Grupo Bem Barato registrou crescimento no ano passado, impulsionado pela abertura de duas lojas no ABC – um supermercado em São Bernardo, localizado em prédio onde funcionava a Coopervolks; e um atacarejo na Vila Palmares, em Santo André.
A unidade prevista para o Serraria será a maior da rede e vai empregar cerca de 400 pessoas. Atualmente, o Grupo Bem Barato possui 1,6 mil trabalhadores.

Nenhum comentário: