23 de fev de 2016

Jeep abrirá primeira concessionária no Grande ABC e já planeja expansão para Diadema


A Jeep abrirá no início de março a primeira concessionária exclusiva da marca no Grande ABC, que funcionará na Avenida Dom Pedro II, em Santo André. Mesmo antes da inauguração, a empresa já planeja a expansão na região: outra revenda deverá ser aberta ainda neste ano em Diadema. Os carros da montadora norte-americana já são comercializados em São Bernardo, mas em loja da Sinal, que também leva outras bandeiras do Grupo FCA, como Fiat, Chrysler, Dodge e Ram.
A crise econômica que derrubou a demanda por veículos zero-quilômetro no País parece não assustar o Grupo FCA, que viu os emplacamentos de seus automóveis no Brasil saltarem 527,9%, passando de 7.000 em 2014 para 43.590 no ano passado. O crescimento tem ligação com a inauguração da fábrica da Jeep em Goiana (Pernambuco) em abril de 2015. A unidade produz o Renegade, que foi o sexto modelo mais vendido no ano passado, à frente de sucessos de público como o Ford Ka, o Volkswagen Gol e o Fiat Novo Uno.
A concessionária de Santo André será administrada pelo grupo Destaque, que possui 27 lojas de 11 marcas no Estado. O diretor comercial da rede, Fabrício Oliveira, explica que a empresa surgiu em Santo André, em 1967, como escritório de contabilidade no bairro Utinga – e que ainda existe. A companhia entrou para o ramo automotivo no início da década de 1990, mas nunca abriu revenda na região. Está presente na Capital, Litoral Norte, Vale do Paraíba, Atibaia, Bragança Paulista e Campinas.
“A gente poderia ter optado por outra cidade (para abrir a loja da Jeep), mas escolhemos Santo André pela boa localização e pelo alto poder aquisitivo da população”, informa Oliveira. Ele acrescenta que o imóvel é próprio e, justamente pela boa posição geográfica – próxima a São Caetano – despertou o interesse da marca. Sobre a outra revenda, de Diadema, a montadora afirma que o endereço exato ainda não foi definido, bem como a data da inauguração.
A previsão de Oliveira é de que a unidade andreense venda de 50 a 60 carros por mês, sendo que o Renegade deverá representar aproximadamente 90% desse total.
OPORTUNIDADE - O diretor acrescenta que a loja deverá empregar cerca de 25 pessoas, sendo que a metade já foi contratada. Interessados em participar do processo seletivo para vendedor e outros cargos administrativos devem deixar um currículo no local (Avenida Dom Pedro II, 2081, bairro Campestre). 
fonte: Fábio Munhoz - Diário do Grande ABC

Nenhum comentário: