10 de ago de 2013

Freudenberg-NOK produzirá coifas para semieixos no Brasil


Como parte do seu plano de investimento de R$ 40 milhões no Brasil em 2013, a Freudenberg-NOK inaugura uma linha de produção de coifas em termoplásticos (TPE) para aplicação em semieixos e juntas homocinéticas em sua fábrica localizada em Diadema (SP). A nova atividade amplia o portfólio da empresa com produção local e complementa o pacote atual de vedações, retentores e juntas que fornece para a indústria automotiva na América do Sul.

“O início da produção em escala comercial está projetado para ocorrer entre dezembro e janeiro próximos e é uma importante etapa do nosso plano de dobrar o faturamento na América do Sul até 2016. O projeto completo desta nova linha inclui seis máquinas de última geração, que estarão operando com total capacidade até 2016. Esta nova unidade produtiva nos permite ampliar ainda mais o relacionamento com os clientes na indústria automotiva, possibilitando ampliar nossa relevância e pacote de soluções tecnológicas aos clientes atuais e futuros”, declara George Rugitsky, presidente da Freudenberg para a América do Sul.

Inicialmente, a nova unidade será responsável pela nacionalização de itens atualmente fornecidos pelas plantas da Europa, segundo conta o diretor de vendas da Freudenberg-NOK na América do Sul, Rodrigo Vilela: “Iniciaremos com um projeto de nacionalização em parceria com um grande cliente mundial, fabricante de semieixos. A produção local nos permitirá crescer em participação no cliente atual e conquistar novos clientes no Brasil e América do Sul”, afirma.

A abertura da linha de produção de coifas na unidade de Diadema reforça o plano da empresa de consolidar seu fornecimento nos principais polos automotivos do mundo. Além do Brasil, a Freudenberg-NOK mantém fabricação do componente na Alemanha, Polônia, Estados Unidos, Índia, Tailândia, China, Coreia e Japão.

“Pela sua atuação global, o compromisso da Freudenberg-NOK em garantir padrão de excelência aos clientes é inegociável. Como parte desse compromisso, serão enviadas quatro pessoas para um treinamento intenso de seis meses no Lead Center Global da área de coifas da empresa, em Berlim, na Alemanha”, conclui Rugitsky.


fonte: 

AUTOMOTIVE BUSINESS


Nenhum comentário: