11 de ago de 2012

Saned investe R$ 50 mi em saneamento


A Companhia de Saneamento de Diadema (Saned) investiu entre 2007 e 2011 R$ 48,5 milhões na melhoria do sistema de abastecimento de água e da coleta e tratamento do esgoto. Apenas para melhoria do abastecimento, que já atinge 100% da população, foram usados R$ 32,8 milhões.
A construção de um novo reservatório no bairro Inamar, com capacidade para armazenar 5 milhões de litros de água e a interligação deste equipamento com os outros dois existentes (Jardim das Nações e Parque Real) por meio das adutoras Nações/Real e Real/ Eldorado vai diminuir as perdas e otimizar o tempo de chegada da água nos bairros mais altos da cidade. As adutoras estão em construção e vão beneficiar 14.710 famílias.
A coleta de esgoto alcança 95% dos domicílios. Os 5% restantes respondem por residências edificadas nos chamados ‘fundos de vale’, áreas cuja topografia torna difícil o acesso para instalação de rede.
Financiamento aprovado no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 prevê contratação de projeto executivo das redes de esgoto para atingir 100% de coleta até 2018. Na implementação de novas redes coletoras e substituição de antigas o investimento alcança R$ 5,5 milhões, totalizando mais de 20 quilômetros de rede.
De todo o esgoto coletado, atualmente 13% é enviado para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) ABC, mantida pela Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp). Com a conclusão dos três coletores-tronco que já estão em obras e somam R$ 7,9 milhões em investimentos (Curral Grande, Canhema e Monteiros/Floriano/Serraria – cuja função é afastar o esgoto e não poluir córregos) e a construção do coletor-tronco Couros, cujo projeto executivo está em fase de análise para aprovação na Caixa Econômica Federal, Diadema atinge 100% de esgoto tratado em 2018.
fonte: ALINE MELO - DIÁRIO REGIONAL

Nenhum comentário: