7 de ago de 2012

Diadema terá o dobro de prédios residenciais


De patinho feio até a década de 2000 por conta dos altos índices de violência a nova queridinha do mercado imobiliário, Diadema inicia processo de verticalização já vivido nas vizinhas Santo André, São Bernardo e São Caetano.

O número de prédios residenciais em construção hoje na cidade é quase o mesmo que o erguido em 52 anos de fundação da cidade, de acordo com dados da Secretária de Habitação e Desenvolvimento Urbano. Diadema possui 69 edifícios verticais residenciais. Estão em obras aprovadas pela prefeitura atualmente outros 53. E se depender da procura de novos moradores, o município deve continuar crescendo para cima.

Apenas a MZM, construtora com cinco conjuntos em construção na cidade, afirma ter em fila de espera cerca de 80 pessoas interessadas em lançamentos de 2 e 3 dormitórios. “Diadema é a bola da vez. A cidade conseguiu se desvencilhar da imagem de violenta e tem atrativos como preços mais baixos e proximidade com a capital”, disse o diretor comercial e de marketing da MZM, Hélio Korehisa.

O crescimento da renda da população de Diadema é outro fator determinante apontado pelo secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Milton Sussumu Nakamura.

De acordo com o responsável pela aprovação dos empreendimentos, 45% dos compradores são da própria cidade. Dos 55% restantes, metade vem da capital e a outra parte, de cidades do ABC. “Com o aumento de renda da população, há procura maior por moradia de melhor qualidade. Além disso, o mercado imobiliário passou por transformações e há mais facilidades de financiamento”, disse Nakamura.

A cidade discute agora como ordenar o adensamento populacional previsto para os próximos anos para que não haja problemas no trânsito e infraestrutura. “Estamos fazendo estudos do impacto do acúmulo de empreendimentos para saber como controlar isso. Por enquanto, a situação ainda é suportável.” A previsão é que o município volte a rever seu Plano Diretor no próximo ano. 


Região central do município concentra lançamentos imobiliários / Thales Stadler / ABC DigiPress

fonte: Metro ABC

Nenhum comentário: