23 de mar de 2012

Primeiro contrato do Minha Casa, Minha Vida é assinado nesta sexta-feira (23)

Nesta sexta-feira, 23 de março, a Prefeitura de Diadema, a Associação Pró-Moradia Liberdade e a Caixa Econômica Federal (CEF) realizam assinatura simbólica do primeiro projeto elaborado dentro do programa federal Minha Casa, Minha Vida Entidades. O ato será no Centro Cultural Okinawa, Jardim Recanto, às 19h.

O contrato contempla a edificação dos conjuntos habitacionais Ana Maria, com 198 apartamentos, e Ecovillas, com 130 apartamentos, ambos localizados na rua Ana Maria, 80 e 166, respectivamente, no Bairro Serraria.

Para o Ana Maria o investimento previsto é de R$ 13,4 milhões, sendo R$ 11,6 milhões oriundos do Fundo de Desenvolvimento Social, do governo federal, e o restante da Agência Paulista de Habitação Social, do governo do Estado. Já o Ecovillas prevê investimento da ordem de R$ 9,3 milhões, provenientes do Fundo de Garantia.

A assinatura contará com a presença do Prefeito, do Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Everaldo Coelho da Silva, do Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, e representantes da Associação Pró Moradia Liberdade e da construtora Souen & Nahas.

As unidades com área média de 47m², distribuídos em dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, beneficiarão a demanda da Associação Pró-Moradia Liberdade. O Conjunto Ana Maria é destinado às famílias que recebem salário de zero até R$ 1,6 mil, e o Conjunto Ecovillas às que têm renda superior a R$ 1,6 mil até R$ 5 mil. Cada empreendimento tem prazo de até 12 meses para ser concluído.

O pagamento das parcelas de cada unidade do Ecovillas varia conforme a renda de cada família. No caso do CH Ana Maria, as parcelas variam de R$ 50 para as famílias sem renda até R$ 160 (10% do valor da renda máxima).

Resultado de parceria – O município assinou o termo de adesão para o programa Minha Casa, Minha Vida 1 em 22 de maio de 2009 e, no dia 27 de outubro de 2011, assinou o MCMV 2. A partir da assinatura da primeira fase e a fim de viabilizar projetos habitacionais para a população de baixa renda, a Prefeitura também criou um projeto de lei para a incorporação de novas Áreas Especiais de Interesse Social (AEIS) no Plano Diretor Municipal.

O encaminhamento dos projetos para o MCMV ocorreu devido a uma sequência de ações importantes, mas principalmente ao diálogo sobre terrenos particulares e públicos com os movimentos de moradia e empreendedores da iniciativa privada e com a Caixa Econômica Federal.

No dia 31 de setembro de 2011, a Prefeitura e a CEF assinaram o primeiro projeto habitacional do MCMV destinado a famílias com renda de 0 a 3 salários. Com investimento de cerca de R$ 13,7 milhões, o projeto de 232 unidades já está em andamento na rua Gema, no bairro Campanário.

Serviço

Assinatura do Primeiro Contrato Minha Casa Minha Vida Entidades
Sexta-feira, 23 de março, às 19h
Centro Cultural Okinawa
Rua 7 de setembro, 1670, Jardim Recanto (Próximo ao Paço Municipal) 



fonte: Rosângel Rosendo - Portal Diadema

Nenhum comentário: