15 de ago de 2011

CIA. DE DANÇAS DE DIADEMA CELEBRA 16 ANOS



 
Companhia de Danças de Diadema faz ciclo de apresentações no Teatro Clara Nunes. Foto: Divulgação
Companhia de Danças de Diadema faz ciclo de apresentações no Teatro Clara Nunes. Foto: Divulgação
 
Grupo fará apresentações gratuitas no Teatro Clara Nunes de quarta a domingo

Comemorando 16 anos de atividades, a Companhia de Danças de Diadema vai se apresentar da próxima quarta-feira (17/08) a domingo (21/08), gratuitamente, no Teatro Clara Nunes. Serão exibidas cinco coreografias, dos trabalhos realizados de 2004 até 2011, inclusive o novo espetáculo, "Paranoia" . Os grupos Pedra Branca e Grupo Experimental de Música (GEM) partiparão de duas apresentações. Todas as peças são orientadas pela diretora geral, Ana Bottosso.

A Cia de Dança de Diadema  promove oficinas de dança contemporânea, popular, de recreação, clássica, hip-hop, para casais, regional, moderna e dança-teatro nos 11 centros culturais de Diadema. Os cursos funcionam pela parceria com a Associação Projeto Brasileiro de Dança e Prefeitura de Diadema, no Programa de Difusão e Formação em Dança. Quase 15 mil pessoas entraram em contato com  a dança por meio da Companhia.

Nesses 16 anos a Companhia já participou de vários eventos nacionais e internacionais. Dentro eles: Festival no México, em 2010, e no Danza Nueva – Festival Internacional de Lima, no Peru em 2006 com a montagem “Balaio de Danças”.

Das atividades da Companhia surgiram  diversos grupos artísticos, como o Coletivo Mão na Roda, grupo de dança formado por portadores de necessidades especiais que foram modelos para ações parecidas em Ribeirão Pires e São José dos Campos; o Danceato, que mistura teatro a dança; Grupo Mulheres de Eldorado, formado por donas de casa do bairro; e Bailando na Cidade, Ponto de Cultura composto por alunos da rede escolar pública.

Programação:Quarta-feira (17/08),  às 20h – “La Vie en Rose???”
Classificação: Livre
De Denise Namura e Michael Bugdahn
O espetáculo leva o título da música de Edith Piaf, numa tradução livre, “a vida é um mar de rosas”. O caminho de vida, as memórias e identidades são resgatadas pelos movimentos dos corpos, que apresentam também situações do universo precioso que cada um carrega dentro de si, com momentos que beiram o trágico e o cômico.
Quinta-feira (18/08), às 20h – “Sala de Espera”
Classificação: 16 anos
De Luis Arrieta
Observações dos vulcânicos movimentos escondidos e percebidos sob os silenciosos e continentes corpos na sala de espera. O espetáculo retrata a busca incansável por objetivos, que muitas vezes é sufocada por situações opressoras do cotidiano.
Sexta-feira (19/08), às 15h – “Bailando na Cidade”
Classificação: Livre
Ensaio aberto aos alunos de escolas da rede pública.
e às 20h - “Meio em Jogo”
Classificação: Livre
De Francisco Júnior e Ivan Bernardelli
Toma como partida uma história sobreposta a um jogo de dados no qual a sorte define o curso dos acontecimentos e competição humana, com técnicas dos “clowns”.
Sábado (20/08), às 20h – “Crendices...Quem Disse?”
Classificação: 16 anos
De Ana Bottosso e elenco - Participação: Pedra Branca.
Aborda as crendices que habilitam o dia a dia do povo brasileiro, tendo como base temática da pesquisa gestual e de movimentação. Há trechos do romance “A Pedra do Reino”, de Ariano Suassuna.
Domingo (21/08), às 19h – “Paranoia”
Classificação: 16 anos
De Ana Bottosso e elenco - Participação: GEM Grupo Experimentando Música.
Idealizado a partir das idéias provocativas e imagéticas do livro Paranoia, de Roberto Piva, o espetáculo busca o desafio de transpor a poesia às imagens corpóreas.
Serviço:
Teatro Clara Nunes/Centro Cultural Diadema: Rua Graciosa, 300 - Centro
Entrada Gratuita. Informações:4056-3366.

fonte: Marina Bastos  - JORNAL ABCD MAIOR

Nenhum comentário: