6 de jun de 2011

NOVA VIA EM S. BERNARDO FICA PRONTA EM 2012


Até junho de 2012 os motoristas que transitam entre os bairros Planalto, Jordanópolis e Paulicéia, em São Bernardo, terão mais uma via para trafegar. Projeto da Prefeitura prevê uma avenida marginal ao longo do Ribeirão dos Couros, desde a avenida Piraporinha, em Diadema, até as proximidades da via Anchieta.
Iniciada em abril de 2009, a primeira etapa da obra consiste na implantação de duas pistas com três faixas de tráfego cada, com aproximadamente 920 metros de extensão, entre as avenidas Piraporinha e  São Paulo. O investimento para este trecho é da ordem de R$ 29,6 milhões, com financiamento do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento).
“Há um intenso tráfego de carros e, principalmente, caminhões naquela região, um importante complexo industrial e caminho até a via Anchieta e Imigrantes”, explica Alberto Alécio, secretário adjunto de Transportes e Vias Públicas de São Bernardo. “A canalização do rio, a implantação de coletores tronco de esgoto e as pistas são sendo feitas”, completa.
A segunda etapa das obras, prevista para terminar em dois anos, prevê a construção de pistas entre a avenida São Paulo e o Corredor ABD. A previsão é que as obras iniciem em agosto deste ano. Há ainda a construção de dois viadutos no Corredor ABD, com cerca de 400 metros de extensão cada.
Os elevados farão a transposição das pistas do Corredor ABC sobre o Ribeirão dos Couros e a avenida 31 de Março. “Queremos deixar o fluxo de veículos mais rápido. Toda a região do bairro Jordanópolis, assim como as avenidas Piraporinha e Robert Kennedy serão benefiadas”, destaca o secretário adjunto. Estima-se que 32 mil pessoas sejam beneficiadas com o investimento, que nesta etapa são da ordem de R$ 90 milhões.
Naval
Com as obras, famílias que viviam na Favela Naval, ao longo do Ribeirão dos Couros, serão realocadas para o Conjunto Habitacional Silvina/Naval, destinado também aos moradores do Núcleo Colina e de diversos alojamentos da cidade. Ao todo, são construídas, desde junho do ano passado, 540 moradias. O investimento é de R$ 39,5 milhões, parte financiada pelo PAC.

fonte: 
Aline BosioRepórter Diário

2 comentários:

Anônimo disse...

Como Diadema não tem nada a apresentar, só mostrando mesmo obras de outras cidades. Barbaride!!!!! Fora prefeitinho!!!!!

Anônimo disse...

É a pura verdade, agora vivemos de obras de outras cidades.
Chegamos ao fundo do poço!