7 de mai de 2011

Feirão da Caixa reúne todas as peças necessárias para a casa própria; são mais de 3,3 mil imóveis novos e usados de seis construtoras e dez imobiliárias do ABC


Das mais de 195 mil casas e apartamentos no 7º Feirão de Imóveis da Caixa Econômica Federal, 3.350 imóveis serão oferecidos por seis construtoras e dez imobiliárias do ABCD. O evento acontece entre os dias 13 e 15 deste mês, no Centro de Exposições Imigrantes, na Zona Sul da Capital.
Deste total, 1.960 são usados e 1.390 novos, dos quais 633 tem valor abaixo de R$ 170 mil, e podem ser financiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.
Gerente regional de Construção Civil da Caixa Econômica Federal, Rafael Tonelli Arcanjo destaca, que, na comparação com o evento do ano passado, houve um aumento no número de imóveis do ABCD no Feirão.
“Um reflexo disso é que, na comparação com o ano passado, notamos um número muito grande de imóveis de Diadema no evento”, completou o gerente regional da Caixa.
Relação
No total, estarão no feirão deste ano 46.338 imóveis novos ou em construção e outros 147.747 usados. Todos os imóveis novos que estarão no Feirão têm financiamento garantido pela Caixa. Podem ser pagos em até 30 anos e financiados em até 100%.

FGTS tem juros mais em conta em 68,6 mil imóveis
Quem pretende usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para uma Carta de Crédito terá como opção 68,6 mil imóveis de até R$ 170 mil. Nestes casos, a renda do trabalhador não pode exceder R$ 4,9 mil.

O interessado deve ter vínculo mínimo de três anos sob regime FGTS e não pode ser dono de outra casa. Para os financiamentos com recursos do FGTS, os juros variam de 5% a 8,16% ao ano mais TR — menor do que a das linhas que usam recursos da caderneta de poupança.
O trabalhador fora dos requisitos para a Carta de Crédito FGTS pode usar o saldo do fundo para compra, desde que não seja proprietário de imóvel na cidade. Não há intervalo mínimo após liquidação de financiamento com FGTS para compra de novo imóvel. Deve ser observado porém que o tempo mínimo de utilização de recursos do FGTS no mesmo imóvel (por diversos proprietários) é de 3 anos.
fonte: Evandro Enoshita  Mariana Rios  Agência BOM DIA

Nenhum comentário: