11 de fev de 2011

Semáforos são trocados por lâmpadas de LED


O Grande ABC está trocando os semáforos convencionais por equipamentos que utilizam lâmpadas em LED. Apesar de mais caras, as sinaleiras com esta tecnologia têm vidaútil até 50 vezes maior do que as lâmpadas convencionais.
Proporcionalmente, Diadema é a cidade da região que mais utiliza a tecnologia. Dos 80 cruzamentos semaforizados no município, 35 contam com os novos equipamentos, o que representa 44% do total.
Em Santo André e São Bernardo, a média de cruzamentos que contam com lâmpadas LED é de aproximadamente 20%. As duas cidades investiram, juntas, R$ 6 milhões com a aquisição dos equipamentos. São Caetano e Rio Grande da Serra não possuem sinaleiras com luminosos desse modelo. As prefeituras de Mauá e Ribeirão Pires não informaram se utilizam os dispositivos.
A Prefeitura de Santo André informa que tem como meta instalar a tecnologia em todos os equipamentos em até 12 meses. São Bernardo afirma que também pretende efetuar as trocas, mas não deu prazo.
Para Paulo de Tarso, responsável pela área semafórica da Prefeitura de São Bernardo, o investimento é compensado a longo prazo. "Além da durabilidade, os semáforos de LED consomem menos energia do que os convencionais. Enquanto os tradicionais consomem cerca de 600 watts por mês, os de LED gastam 60, ou seja, dez vezes menos", salienta.
Tarso diz que os equipamentos, por terem melhor visibilidade, reduzem risco de acidentes nos cruzamentos.
RESISTÊNCIA
O professor do curso de Engenharia Elétrica da FEI (Fundação Educacional Inaciana) Marcello Pellodi explica que as luminárias de LED são mais resistentes por conta do material utilizado na fabricação.

"As lâmpadas incandescentes têm um filamento de tungstênio. Com o calor, esse material vai evaporando e o filamento fica mais fino, até queimar. Já a de LED é um circuito semicondutor constituído basicamente de silício, sem perda de matéria", explica o especialista.
fonte: 

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

2 comentários:

Anônimo disse...

Na Travessa Roberto,42 fundos do hospital Municipal Piraporinha,têm um semafaro piscande quebrado , já foi solicitado o reparo, mas o departamento de transito disse que a manutenção e da EMTU .e ninguém conserta!!! (Diadema - SP)

Trânsito @preguisososos.com.br disse...

O Hospital Municipal de Diadema ,na av. piraporinha e essa Rua e uma travessa - travessa Roberto- aonde tem um puteiro chamado fecha nunca! o Semafaro piscante pertence ao hospital ,e não da EMTU...