13 de jan de 2011

Estádio do Jardim Inamar será ampliado


Uma das necessidades do CAD (Clube Atlético Diadema) para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão deste ano - a FPF (Federação Paulista de Futebol) ainda não divulgou a data de início - é um estádio apto a receber as partidas da equipe que debutará no eixo profissional. E, para atender essa expectativa, o secretário municipal de Esportes, Rubens Xavier Martins, confirmou ontem a ampliação do Estádio Distrital do Jardim Inamar.
Com capacidade para 1.200 pessoas e precisando atender demanda mínima de 5.000 espectadores, o local receberá arquibancadas tubulares em dois pontos, um atrás de um dos gols, e outro sobre a já existente, de cimento. "O que combinamos com a Federação Paulista é que alugaríamos as estruturas, uma de 1.000 lugares e outra de 4.000, para atender essa necessidade. O processo licitatório já está em andamento e, depois que forem montadas, só faltarão os laudos. Depois estará tudo certo", disse o secretário.
Segundo o presidente do CAD, Paulo Lofreta, a promessa foi ter o local totalmente pronto em três meses. "A Prefeitura se comprometeu a entregar em abril", afirmou o dirigente, que teve o discurso endossado pelo secretário, consciente da responsabilidade de acertar os detalhes para a cidade ter pela primeira vez representante na competição profissional da FPF.
"Desde que definimos a parceria com o CAD sabíamos da nossa responsabilidade. E ter um time de Diadema num campeonato como esse não é só motivo de alegria para a gente, mas para a cidade, que sempre viveu essa expectativa. Então, temos que cumprir até abril, porque senão o time não entra no campeonato", comentou Martins.
Essas medidas, no entanto, são previstas de forma provisória. Segundo determinação da Federação Paulista de Futebol, a partir de 2012 as arquibancadas tubulares não serão mais permitidas e Diadema terá de se readaptar. Isso, porém, já faz parte dos planos da Prefeitura. "A Secretaria de Obras já tem estudo em processo da construção de arquibancadas definitivas para o ano que vem", afirmou Martins.
O Estádio Distrital do Jardim Inamar teve reforma dos vestiários em 2010, possui gramado artificial há cerca de um ano e recebeu treinamentos do Santo André - então sob comando do técnico Sérgio Soares, dando começo à campanha vice-campeã paulista - no início da temporada passada. O trajeto até o local é, por vezes, complicado e, a respeito disso, o secretário de Esportes também prevê mudanças.
"Futuramente queremos melhorar os acessos até o local e também as instalações do campo, afinal é o espaço que julgamos definitivo para o estádio da cidade", afirmou Martins.
Já os locais de estacionamento serão parciais em dias de jogos. "Quando tem eventos por lá, fechamos a Rua Nossa Senhora dos Navegantes desde a parte baixa para que se possa estacionar. A ideia é pintar vagas de 45 graus na extensão", afirmou o secretário.
Cidade promete manter apoio à várzea e demais esportes
O futebol amador tem o maior apelo esportivo de Diadema. Além de atrair grande público aos quatro campos utilizados nos campeonatos (são 11 no total pela cidade) e revelar alguns craques, funciona de forma bastante organizada, envolvendo contratos, patrocinadores e até mesmo salários ou bonificações aos atletas. Tudo isso liderado pela Liga de Futebol Amador municipal, filiada à FPF (Federação Paulista de Futebol). A ideia do secretário de Esportes, Rubens Xavier Martins, é seguir apoiando a várzea da cidade, assim como dar atenção também a outras modalidades.
"Todo começo de ano fazemos um calendário anual de eventos na cidade. Nossa ideia é manter a Copa Amadora de Ciclismo (disputada desde 2007 e organizada pela Federação Paulista da modalidade), o campeonato de patins e a corrida pedestre no aniversário da cidade, que queremos transformar em uma marca, consolidando o evento, porque é um esporte que tem avançado bastante em nossa cidade", disse o secretário. "E tudo isso sem abandonar o CAD (Clube Atlético Diadema), claro", emendou.
A esperança é que haja investimento maior nas equipes da própria cidade que disputam os Jogos Regionais e os Jogos Abertos do Interior. Na competição de porte regional, Diadema ficou na oitava colocação da Primeira Divisão, com 79 pontos, sendo rebaixada à Segunda. Já no eixo estadual, amargou a 116ª colocação (de 126 representantes municipais), empatada em 1,5 ponto com a modesta Cachoeira Paulista (de cerca de 30 mil habitantes, quase 11 vezes menos que a cidade do Grande ABC - 386.039 moradores).
fonte: 

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

Nenhum comentário: