1 de dez de 2010

Rhodia fecha parceria com fabricante de Diadema

A área de plásticos de engenharia da Rhodia assinou carta de intenção para uma parceria com a Daicolor do Brasil, que tem fábrica em Diadema, com o objetivo de concentrar nessa empresa a produção e comercialização de poliamidas (um tipo de plástico) coloridas na América Latina.
As poliamidas com cores especiais servem para a fabricação de peças técnicas em segmentos como a indústria automotiva, elétrica e eletrônica (por exemplo, maçanetas, tomadas, interruptores, disjuntores, que têm resistência física e à alta temperatura)
Pela carta de intenção, a Rhodia vai transferir, a partir de janeiro, sua carteira de clientes dessa atividade para a Daicolor, para a qual será fornecedora exclusiva de polímeros base (a matéria-prima). Além disso, ambas vão trabalhar em conjunto para, numa etapa inicial, oferecer suporte técnico aos clientes no desenvolvimento de produtos.
Segundo o diretor dessa divisão da Rhodia na América Latina, Marcos Curti, esse mercado cresce num ritmo de 10% ao ano e o objetivo da aliança é aproveitar melhor as oportunidades. "Com a sofisticação dos carros, tem havido crescente demanda, em substituição ao metal", afirma.
E ainda há muito potencial a ser explorado. Enquanto no Brasil, o plástico de engenharia corresponde a 10 a 12 kg do peso do carro, na Alemanha chega a 20 kg, ou seja, o dobro.
O segmento de poliamidas movimenta na América Latina cerca de US$ 350 milhões e aproximadamente 10% desse montante corresponde a esse item com cores. Além disso, representa 10% da produção de plástico de engenharia da empresa e a meta é duplicar esse volume em três anos, afirma Curti.
O executivo acrescenta que a parceria se tornou interessante pela agilidade e competitividade com que a Daicolor desenvolve cores para atender às necessidades dos clientes.
Por sua vez, o presidente da fabricante de Diadema, Iwao Osawa, afirma que o acordo permitirá a evolução do segmento, pela união de conhecimento das duas empresas no seto

INVESTIMENTO - Essa área da Rhodia, cuja fábrica fica em São Bernardo, recebeu neste ano investimento de R$ 2,5 milhões para ter, neste ano, aumento de 15% em sua capacidade, para atender ao crescimento da demanda, principalmente da indústria automotiva.
Entre as recentes inovações da companhia uma delas é um plástico para aplicação em bicos de injeção eletrônica dos carros. Substitui o aço no revestimento exterior, diminuindo em 30% o peso da peça.

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

Nenhum comentário: