17 de nov de 2010

Diadema planta 500 mudas para compensar obras do PAC

A Saned (Companhia de Saneamento de Diadema) terá de plantar 500 mudas de árvores em Diadema como forma de compensação ambiental de obras realizadas com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). A determinação é do Deprn (Departamento Estadual de Proteção de Recursos Naturais), da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

De acordo com a diretora presidente da Saned, Neuceli Bonafe, a Secretaria de Meio Ambiente da cidade doou as mudas e elaborou o projeto de compensação, indicando as espécies e os locais onde serão plantadas. "O plantio simbólico das primeiras dez mudas de ipê roxo foi feito em uma área verde na Vila Conceição. As demais serão plantadas no prazo de dois meses em diversos pontos do município", destaca.

As árvores escolhidas são espécies nativas da Mata Atlântica. Do total de mudas previstas, 470 vão compensar a implantação de coletores tronco às margens dos córregos Monteiros e Canhema e 30 delas os eventuais danos causados pela construção das adutoras Nações/Real e Real/Eldorado.
Com as intervenções, a Saned pretende melhorar o fornecimento de água na cidade. Hoje apenas 25% dos bairros de Diadema são abastecidos por força da gravidade, enquanto o restante recebe água por bombeamento. Segundo a empresa, isso provoca excesso de pressão e, consequentemente, aumenta o risco de vazamentos e rompimentos de rede. Além disso, bairros das regiões mais altas sofrem com falta de água causada por esse modelo de abastecimento.
Também financiados pelo PAC, os coletores-tronco são tubulações de grande porte que têm como função captar o esgoto de diversas redes coletoras e encaminhá-lo para a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) ABC. O coletor- tronco Canhema tem extensão prevista de 615 metros. Já o coletor Monteiros e os afluentes que o compõe (Floriano e Serraria) terão 3.500 metros de extensão após a finalização das obras.

Camila Galvez
do Diário do Grande ABC

Nenhum comentário: