2 de jan de 2009

Reali toma posse e desdenha da crise

Ao tomar posse ontem, o prefeito eleito de Diadema, Mário Reali (PT), disse que a crise financeira internacional que tem motivado o governo estadual, e alguns municípios da região, como São Bernardo, a reverem seus orçamentos e contingenciarem recursos, não vai afetar o desenvolvimento da cidade. “Essa crise não nos assusta.

Ela traz uma nova definição do papel do estado. A quebra da Wall Street (bolsas de valores americanas) nos mostrou que o mercado tem de ser melhor regulado”, disse ele, referindo-se a conceitos do modelo capitalista, que, se baseiam na auto-regulação de mercado, sem a interferência do governo.


Para o petista, a receita orçamentária prevista para 2009 de R$ 624 milhões não deverá ser alterada em razão das ondas pessimistas de redução da arrecadação de tributos como o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS). No entanto, não descarta rever os números.

“Temos de ter seriedade na gestão orçamentária, mas vamos continuar com os projetos, não devemos ter descontinuidade nos investimentos, agora, tudo com cuidado. Temos instrumentos como o contingenciamento para proceder nesse sentido (queda de arrecadação)”, observa.


Embora assuma o cargo otimista com relação ao desenvolvimento econômico da cidade, Reali diz que um de seus desafios a frente do governo será equilibrar o passivo da Empresa de Transportes Coletivos (ETCD), atolada em uma dívida pública estimada em R$ 100 milhões, e da Companhia de Saneamento (Saned), que detém um passivo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), cujos valores não são divulgados oficialmente pelas empresas, porém, estima-se que seja de cerca de R$ 600 milhões.

“O novo modelo de gestão pública com o Estado (Sabesp) vai ser um avanço muito grande em nossas políticas de saneamento”, prevê Reali, sobre a parceria que o município celebrou nessa semana com a Sabesp que passará a operar os serviços junto com a Saned, e, com isso, tais pendências financeiras deverão ser atenuadas no próximos anos.

Escrito por Rodrigo Bruder
(DIÁRIO REGIONAL)

2 comentários:

Anônimo disse...

eu creio que trabalhando com muita responsabilidade mario reali tem tudo para fazer uma boa administração,a crise sabemos que ela é profunda mas não podemos parar de crecer.estamos no caminho certo, pois é nas crises que nos fortalecemos,Diadema tem condições de ser a menina dos olhos do abc no futuro,com esse grande empreendimento que é o shoping praça da moça vai ajudar a melhorar ainda mais a imagem da nossa querida Diadema. almir.radial@gmail.com

Anônimo disse...

certeza que o reali desdenha mesmo da crise, afinal de contas o promissor 2009 promete mais um recorde de arrecadação...