13 de nov de 2008

Casa Monte prevê expansão de 30% nas vendas em 2008

Escrito por Anderson Amaral
quinta-feira, 13 de nov de 2008 11:19

Otimismo se deve ao bom desempenho da unidade de Diadema, inaugurada há dois meses.
Impulsionada pelas boas vendas da unidade de Diadema, inaugurada em setembro, a Casa Monte prevê aumentar em 30% seu faturamento em 2008 comparativamente ao ano passado. Se confirmada, a expansão será maior do que a estimada recentemente pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) na mesma comparação (11%).


Segundo o diretor de Operações da loja, Willian Gantus, o otimismo se deve ao “boom” imobiliário na região, que se reflete no mercado de reformas, graças ao aumento nos prazos de financiamento de materiais e ao crescimento da renda da população. “Existe um déficit habitacional no ABC que não deve se esgotar nos próximos dez ou 15 anos, e quero aproveitar a boa fase”, comentou.


Apenas dois meses após a inauguração, a unidade de Diadema alcançou o objetivo traçado para este ano, que era atingir o “ponto de equilíbrio” entre receitas e despesas. O resultado surpreendeu Gantus, sobretudo no que se refere ao perfil do consumidor da loja, que possui mil metros quadrados de área útil, 23 mil artigos e, de forma pioneira na cidade, opera no sistema de auto-serviço.


“Inicialmente, esperávamos que os produtos destinados às classes C e D representassem 60% das vendas, e os voltados às classes A e B, 40%. Hoje, a divisão é exatamente a inversa”, comentou Gantus, atribuindo o fato à localização central da unidade. “Nosso trabalho, agora, será divulgar a loja nos bairros”, disse.


Outro objetivo é fortalecer o atendimento ao mercado corporativo, que representa metade das vendas na loja de São Caetano, inaugurada há 56 anos. “Como não conhecíamos a cidade, priorizamos inicialmente o consumidor final, a fim de nos adaptarmos rapidamente ao mercado. Agora, o foco é o público privado.”


Gantus destacou ações de marketing e facilidade no pagamento - como fatura para 28 dias mediante cadastro prévio – entre as estratégias que devem ser adotadas para atrair a clientela corporativa. O diretor de Operações prevê que, com o novo público, o faturamento da loja de Diadema deve dobrar no curto prazo. “Nossa expectativa é que, em um ano, a unidade venda mais do que a de São Caetano”, estimou.


Nova unidade
Com o sucesso das unidades de São Caetano e Diadema, a Casa Monte colocou em prática um plano de expansão que prevê mais duas lojas até 2010. A primeira, em Santo André, deve entrar em operação no fim do próximo ano. O local escolhido foi a rua Carijós. “Trata-se de uma região da cidade em que o mercado imobiliário experimenta grande crescimento”, justificou Gantus, destacando que as obras já foram iniciadas. A nova unidade terá as mesmas dimensões da loja de Diadema

Nenhum comentário: