25 de set de 2008

Mário Reali amplia vantagem em Diadema

quinta-feira, 25 de setembro de 2008, 11:04




Mário Reali amplia vantagem em Diadema

Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

O prefeiturável governista de Diadema Mário Reali (PT) mantém a tendência de subida e consolida a liderança isolada, na terceira rodada da pesquisa Diário/Ibope.

O petista cresceu sete pontos percentuais em relação ao levantamento de agosto e agora aparece com 47% na estimulada. O tucano José Augusto da Silva Ramos se manteve estável e permaneceu com os mesmos 35% do mês passado.

Foram ouvidos no município 504 eleitores entre os dias 19 e 21 de setembro. A pesquisa está registrada sob nº 08/2008 na 222ª Zona Eleitoral de Diadema.

A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. Dessa forma, a diferença entre os dois, que agora é 12 pontos percentuais, está fora do índice. No final de agosto, a distância entre os dois, de cinco pontos percentuais, configurava empate técnico.

O crescimento de Reali ocorre principalmente entre os indecisos, que apresentaram queda. Brancos e nulos, que há 30 dias somavam 9%, agora têm 4%. Não sabem ou não responderam, de 10% para 9%.

Ricardo Yoshio (PMN) oscilou negativamente um ponto e agora conta com 4%. Vladimir Trombini Campos, o Vladão (PCB), manteve a marca de 1%.

Na espontânea, a vantagem do petista também aumentou, mas permanece no limite da margem de erro, o que mantém, nesse caso, o empate técnico. Reali tem 33%, ante os 29% do levantamento anterior. José Augusto oscilou positivamente um ponto percentual e agora tem 25%. Yoshio manteve os 2% e Vladão continuou não pontuando.

Quando questionando quem deveria ser eleito, independentemente do voto do eleitor, Reali pulou de 52% para 58%. Os que apostam em José Augusto somam 23%, ante 34% do registrado em agosto.

Comício de Lula beneficia petista; Serra não agrega a tucano

No mês que separou as duas pesquisas de intenções de voto, os candidatos trouxeram a Diadema seus principais cabos eleitorais: Mário Reali realizou comício ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e José Augusto fez caminhada ao lado do governador José Serra (PSDB). Pelos números, a tática do petista trouxe resultado prático. A visita do tucano não surtiu efeito.

O crescimento de Reali é mais perceptível entre os homens, já que saltou de 37% para 48%. Ele também aumentou em 14 pontos percentuais entre eleitores de 30 a 49 anos e agora tem 52%. Nesse quesito, o tucano conta com 29%. José Augusto equilibra apenas entre eleitores até 4ª série do ensino fundamental. Nessa faixa, os dois têm 39%.

Mais um turno - Reali também aumenta a vantagem na simulação de segundo turno com José Augusto. Em agosto, foram registrados 45% para o petista, contra 41% para o tucano. No levantamento atual, o candidato governista aparece com 51%, ante os 38% do oposicionista.

Brancos e nulos caíram de 8% para 3%. O item ‘não sabe' também foi de 5% para 6%. Assim como em agosto, 1% não respondeu.

Na simulação desta etapa da eleição, que ocorreria em 26 de outubro, José Augusto venceria apenas entre eleitores com escolaridade até 4ª série do ensino fundamental. Nesse item, o tucano aparece com 45%, contra 43% do candidato do PT. A maior distância entre os dois - com ampla vantagem para Reali - é no quesito de eleitores com ensino médio e superior. O prefeiturável petista aparece com 57%, ante 34% de José Augusto.

Sem chance - No item rejeição, Vladão continua em primeiro, mas com queda acentuada. Em agosto, o candidato do PCB tinha 43% e agora tem 34%. Em segundo agora aparece José Augusto, com 28% de eleitores que disseram que não votariam de jeito nenhum. Ricardo Yoshio tem 24% e Mário Reali, 21%.

Dos entrevistados em Diadema, 12% disseram que poderiam votar em todos e 7% não souberam. O item ‘não respondeu' é de 1%.

5 comentários:

Anônimo disse...

o blog ta com um tendencionismo petista que pelamordedeus...

Anônimo disse...

Esse é um blog que fala do desenvolvimento de Diadema, do que beneficia nossa cidade. Um cidadão que diz que devemos ter jibóias para acabar com os ratos não se encaixa nesse perfil. Um cidadão que vai a Associação Comercial de Diadema onde deveria apresentar propostas para o desenvolvimento economico fala mais de saude que outra coisa não se encaixa nesse blog. Esse blog esta no caminho certo.. apresentando o que visa o nosso desenvolvimento.

Anônimo disse...

As inclinações da população de Diadema são totalmente alheias ao plano de governo, firmam-se na simpatia e popularidade do candidato, não analisam a possibilidade de aumento de gasto público com futuras contratações comissionadas, enfim em Diadema vale mais jargões, belas letras eleitoreiras do que um efetivo e coerente plano de governo. Daí se explica o apelo do candidato José Augusto, em sua frequente citação a saúde. Eu estive no UBS Parque Real para ser vacinado contra rubéola e presenciei um protesto de uma senhora que a dois meses não conseguia marcar uma consulta. Logo acho razoavél para este candidato repetir continuamente suas propostas na área da saúde, pois é um problema latente para a população.
Não sou partidário de ninguem, estou em um processo de avaliar minunciosamente as propostas, ouvindo pelo rádio a propaganda eleitoral, assistindo todos os debates e lendo todos os materiais impressos. Tenho guardado também cada promessa no plano de governo do atual Prefeito Filippi, não realizada. Mas o Mário Reali é outra pessoa, estou portanto avaliando.

Anônimo disse...

Mas é complicado, pois saude é apenas uma das vertentes sociais. E o candidado da oposição só fala nisso. Queria saber as outras propostas dele. Educação, Transporte, Desenvolvimento Economico.. O prefeito para saber administrar bem a saúde precisa ter o que administrar..entre outras coisas - recursos. Ambos os candidados fariam ótimas coisas pela saúde, não duvido disso, mas precisamos de recursos. Gosto quando o candidato do PSDB fala em maiores salarios para os médicos. Concordo, é uma meta que deve ser atingida, mas como fazer isso? A prefeitura precisa de dinheiro. Diadema não é uma cidade tão pobre como outras do país, mas tem uma série de outras questões onde são aplicas as verbas. E uma série de problemas para resolver alem da saúde. O problemas devem ser avaliados dentro de um contexto. Agora é complicado quando alguem fala em trazer o metro para diadema, não duvido de suas boas intenções, que se empenharia para tal, mas é algo além das nossas possibilidades. SP a cidade mais rica do país não tem metro direito, ou mesmo Guarulhos, SC,SBC, não tem metro. No nosso caso fica como uma promessa de sonho,que só serve para angariar votos. E nessa questão de propostas, acho lamentavel os dois candidados. De modo geral a campanha deles é baseada no atual governo. Um diz: O serviços daqui não funcionam, vou fazer funcionar. O outro diz : Vou melhorar ainda mais os serviços da cidade. Mas cade as novas propostas de ambos? Não quero uma discussão politca pautada apenas em quarteirao da saude, em cameras, fechamento dos bares as 23h.. os dois candidados cada um ao seu modo só falam nisso... Quero além de ver isso.. ver coisas novas. Nesse ponto admiro o governo Fillipi, pois inovou. Tanto é que os dois candidados só falam das obras dele. Mas volto a me perguntar. O que estes dois tem a inovar? e isso em todas areas.

Anônimo disse...

É sem dúvida trazer o Metro para Diadema, parece até um delírio eleitoral. Porém há de se considerar a forma que a obra seria construida; em SP, não existe condições arquitôtenicas para se construir trilhos suspensos, entretanto acredito que se caso acontecesse esse milagre em Diadema, creio que se usaria o corredor da própria EMTU, sendo que os trilhos não seriam subterrâneos e sim por viadutos, o que barateia a obra significativamente. Como já afirmei anteriormente não sou partidário de ninguém, e defendendo a mirabolante promessa do Metro, é mais como um sonho bom, que particularmente me encheria de orgulho. Não vejo entretanto tantos méritos na atual administração e posso criticar com extremo direito já que contribuí com meu voto para eleição do Prefeito Filippi, vejo sim alguns setores totalmente estagnados como por exemplo a Sec. de Meio ambiente, completamente inoperante. Quero citar algumas das promessas de campanha do atual prefeito e que não foram cumpridas: Não foram construidos dois viadutos que transporiam a Imigrantes, o terminal do Eldorado ainda parece um conglomerado de pontos de ônibus, a praça da Moça está abandonada( a promessa era reforma-la), faltou o mini tunel, que eliminária os semáforos dos Cruzamentos Manoel da Nobrega x Graciosa x Odete Amaral. Fora as ditas câmeras de segurança que foram inúteis e não filmaram nem a sombra dos assaltantes que fizeram um arrastão nos bancos do Serraria.
As propostas do candidato Mario Reali, porém até agora são apenas aquelas deixadas de cumprir pelo prefeito Filippi. Torno a dizer que não sou partidário de ninguém, apenas reflito que não há plano de governo novo e sim necessidades antigas e não concretizadas. Francamente em Diadema temos um círculo vicioso, temo a continuidade, quantas Sec. seriam criadas para manter e a adm. atual e consolidar a futura( falo do PT), e que tipo de governo teriamos com promessas como a do Metro, sabe-se que o Governo do Estado aliado político em SBC, nada fez de espetacular lá, o que faria por aqui? É, dúvidas e mais dúvidas permeiam o futuro de Diadema. Obrigado pelo debate educado e cordial. Nós pertencemos a um classe que acredita e torce pelo pleno desenvolvimente de Diadema , portanto não debatemos, mas idealizamos. Estamos nos últimos dias, espero em Deus que surja uma luz.
Até mais!