15 de abr de 2008

Borboletário é opção de passeio em Diadema




Plantão | Publicada em 06/04/2008 às 13h58m
FDiversão
Borboletário é opção de passeio em Diadema
Filipe Sansone, Diário de S.Paulo


DIADEMA - Um local para mergulhar no mundo das borboletas. É isso o que o visitante encontra no Borboletário Tropical Conservacionista Laerte Brittes de Oliveira, localizado no Jardim Botânico de Diadema, na Grande São Paulo. No espaço, inaugurado em 2005, é possível realizar visitas monitoradas para entrar em contato com mais de 400 borboletas de três espécies diferentes e conhecer o ciclo de reprodução do animal, que leva cerca de 70 dias.


Rosana Cardoso de Souza, coordenadora do borboletário, conta que, na natureza, de 100 borboletas, três a sete conseguem sobreviver, dependendo do ambiente. Já no borboletário, 60 a 80 de 100 borboletas sobrevivem. Para o passeio, que é gratuito, é necessário agendamento por telefone.

Sendy Gomes da Silva, de 23 anos, levava o filho Ângelo Gabriel, de 1 ano e 8 meses, pela terceira vez ao borboletário. O menino era só alegria.


- Como ele não consegue falar borboleta, ele chama todas de tatá - dizia a mãe.

O borboletário de Diadema passou por uma reforma de 60 dias com o objetivo de melhorar as condições oferecidas às borboletas e aos visitantes.Agora, depois de reformado, o viveiro e o berçário contam com área de 200 m².


O objetivo do borboletário é a preservação de espécies e a educação ambiental. Parte da produção do borboletário será introduzida no meio ambiente do Jardim Botânico, numa proporção de cinco borboletas soltas na mata, a cada dez unidades.

As borboletas desempenham um papel importante na manutenção dos ecossistemas. Elas contribuem para o aumento da biodiversidade devido sua interação com as plantas, polinizando e dispersando as sementes. Também indicam a qualidade do ambiente, pois não resistem a locais degradados e poluídos.

As borboletas são da espécie Dryas Iulia (Julia); Agraulis Vanilae (Pingo de Prata); Caligo Illioneus (Olho de Coruja) e Asciabuniae (Ascia). O viveiro possui telas de proteção e tem em seu interior várias espécies de plantas, que fornecem abrigo, alimento e local para deposição dos ovos.

Quem visitar o borboletário pode ainda conhecer o Jardim Botânico e algumas de suas 10 trilhas. No Jardim Botânico não há restaurante, por isso é bom levar lanche para matar a fome.

Borboletário de Diadema

Endereço: Rua Ipitá, 193, Jardim Inamar

Tel: 4059-7600

Funcionamento: das 9h às 16h

Entrada gratuita